Salário base do cabeleireiro: como melhorar sua situação com um certificado por competência

Você sabia que mais de 14 mil pessoas são cabeleireiras no Brasil? O setor sofreu o impacto da pandemia em 2020, pois muitos salões ficaram fechados. Mas essa ainda é uma área promissora. Para saber mais detalhes do salário base cabeleireiro praticado no Brasil e como melhorar sua condição com um certificado, acompanhe a leitura deste artigo.

Em primeiro  lugar, é bom lembrar que a profissão é reconhecida como outra qualquer. Mas ainda assim há milhares de cabeleireiros autônomos no país. Porém o correto é que o profissional tenha registro em carteira para ter os seus direitos trabalhistas assegurados.

Em segundo lugar, a profissão também exige investimento na carreira. Afinal de contas, são vários cursos promovidos frequentemente pelas principais marcas de insumos para salões de beleza. Basta dar uma olhada nas redes sociais para saber o quanto os cabeleireiros famosos estão engajados na qualificação dos demais colegas de profissão.

Mas você, do seu salão, pode fazer o que para ter um bom currículo? Como ser reconhecido pelos seus clientes e pelos seus chefes, caso você trabalhe registrado num salão? Veja mais detalhes a seguir.

Cenário: como está o salário base cabeleireiro

Inicialmente, vamos conhecer um pouquinho da realidade na carreira hoje em dia? Segundo o site Salario.com.br, o setor foi bastante prejudicado pela pandemia.

Só para se ter uma ideia, entre janeiro e julho de 2020 houve uma queda de 71,57% no número de contratações. Isso porque muitos salões pararam de funcionar para evitar a propagação do novo coronavírus.

Mas então como está a situação dos 14.050 trabalhadores registrados do setor? Confira abaixo uma tabela com o salário médio, apurado pelo site Salario.com.br:

  • Cabeleireiro: R$ 1.271,26 (média salarial);
  • Barbeiro: R$ 1.263,40;
  • Podólogo: R$ 1.470,57;
  • Maquiador: R$ 1.307,09;
  • Manicure: R$ 1.227,14.

E, então, como você pôde perceber a média salarial do profissional do setor de beleza está muito próxima do salário mínimo, que é de R$ 1.045,00 em 2020.

Por isso, é importante se dedicar para alcançar salários mais altos. Mas como isso é possível? Confira no próximo tópico.

Certificação por Competência para cabeleireiro: como conseguir

Como você viu acima, o salário base cabeleireiro é baixo e houve muitas demissões em 2020 por causa da pandemia. Mas é perfeitamente possível mudar esse quadro.

Primeiramente, invista em você. Existe um processo chamado Certificação por Competência. Com ele, você consegue um certificado como cabeleireiro profissional em poucos dias. Basta fazer uma prova teórica, apresentar a documentação exigida e provar que trabalha há mais de dois anos na profissão.

Aliás, o processo é totalmente legal. Ele foi criado pelo artigo 41 da Lei 9.394/96, que reconheceu a experiência dos profissionais e os isentou de fazer um curso para poder obter seu certificado.

O Instituto Brasileiro de Qualificação Profissional (IBQP) emite certificados por Certificação por Competência. A escola tem ISO 9001:2015 e é reconhecida em todo o Brasil por sua experiência na área.

Para concluir, o salário base cabeleireiro é atualmente de R$ 1.271,26. Porém, ele pode ser mais alto se o profissional se dedicar, fazendo cursos de qualificação a partir de um certificado de cabeleireiro profissional.

Saiba mais entrando em contato com o IBQP.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *