Como ter uma equipe motivada com a aferição por competência?

Você que é gestor está preocupado em como ter uma equipe motivada? Então, fique atento à leitura deste artigo para conhecer formas de aumentar a motivação do seu time. Uma delas, para começo de conversa, é a aferição por competência. Saiba como ela funciona lendo este artigo.

A aferição por competência se baseia na certificação por competência. Ela é um processo de avaliação reconhecido pelo artigo 41 da Lei Federal 9.394/96 e, portanto, válido em todo o território nacional.

Além disso, ela emite certificados profissionalizantes ou técnicos para os trabalhadores que tenham mais de 2 anos de experiência no mercado. A boa notícia, portanto, é que a certificação pode ser um incentivo da empresa perante os seus funcionários. Da outra forma, o colaborador pode, por conta própria, fazer a sua certificação. Mas, com certeza, com esse incentivo da empresa, ele ficará mais motivado.

É possível certificar toda a equipe?

Agora que você já conhece as informações básicas da aferição por competência, é hora de tirar mais algumas dúvidas. Portanto, fique atento a seguir.

Será que é possível certificar toda a equipe da sua equipe? A resposta é: “depende”. Isso porque a aferição por competência segue a alguns critérios. Quer saber quais são eles? Então, vamos lá!

Somente pessoas com mais de 18 anos, ensino médio completo e com 2 anos ou mais de experiência podem se candidatar ao processo de aferição por competência. Além disso, o certificado é equivalente às áreas de ensino fundamental e médio. Portanto, profissões que exigem graduação não se encaixam nesse processo de avaliação.

Nesse sentido, se você tem pessoas na equipe que ainda não fizeram cursos profissionalizantes, mas conhecem, na prática, todos os desafios da profissão, apresentando as habilidades necessárias, é hora de obter a certificação e conquistar uma equipe motivada.

Qual é o investimento necessário?

Mais uma vez, a resposta é: “depende”. Isso porque o valor investido vai depender de algumas variáveis, como: número de funcionários a receber a certificação e área profissional.

Para se ter uma ideia, no Instituto Brasileiro de Qualificação Profissional (IBQP), por exemplo, um processo de avaliação sai mais em conta do que se o trabalhador fizer um curso em uma escola presencial. Isso porque o processo é mais simples, menos oneroso para a própria escola e, por consequência, para o pretendente à certificação.

Dicas para ter uma equipe motivada

E, então, gostou das dicas recebidas até agora? Agora é hora de saber um pouco mais sobre os meios para ter uma equipe motivada. Isso porque se você pensa que apenas o salário é um fator motivador está enganado. Afinal de contas, há uma série de coisas envolvidas. Veja a seguir.

  • Ter um ambiente de trabalho seguro e agradável;
  • Apresentar um plano de cargos e salários na empresa;
  • Oferecer benefícios, como plano de saúde;
  • Ter reuniões periódicas com feedbacks bem estruturados;
  • Desenvolver momentos de descompressão, ou seja, de conversas que não tenham a ver com o trabalho;
  • Oferecer treinamentos e incentivar a qualificação profissional;
  • Criar estímulos, como o “funcionário do mês”.

Soma-se a isso a certificação por competência, que é uma forma de dizer ao colaborador que ele é um profissional capacitado.

Em síntese, não é difícil ter uma equipe motivada. Sobretudo quando se tem a meta de promover o crescimento da empresa.

Que tal começar com a certificação por competência? Acesse o site do IBQP e peça ajuda dos nossos analistas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *